Giardíase em cães: como evitar

0

Você sabe o que é Giardíase? Recebemos informações importantes da Zoetis a respeito da doença, que pode atingir não apenas cães, mas humanos também! Causada pelo protozoário Giardia lamblia, a giardíase pode ser transmitida do animal para o homem e vice-versa, por isso é considerada uma zoonose pela Organização Mundial de Saúde (OMS). O contágio ocorre quando há a ingestão de água ou alimentos contaminados pelos cistos (“ovos”) do protozoário. Os cistos também podem ser encontrados nos pelos dos animais.

“A giardíase é uma doença bastante comum. Os principais sintomas são diarreia, fezes pastosas e fétidas, vômitos, dor abdominal, desidratação e perda de peso. Em casos mais graves, podem levar o cão à morte”, afirma Fabiana Avelar, Gerente de Produto – Animais de Companhia da Zoetis.

Por conta destes sintomas, a infecção pode ser facilmente confundida com outras enfermidades intestinais e tratada de maneira incorreta. Por isso, é fundamental identificá-la rapidamente e, acima de tudo, preveni-la.
Para proteger o animal da giardíase, umas das opções é vaciná-lo (A única vacina no mercado é a Giardiavax, da Zoetis). Trata-se de uma opção interessante, pois apesar de haver tratamentos disponíveis, as reinfecções costumam ser frequentes na maioria dos casos, pois os protozoários eliminados nas fezes podem contaminar novamente o ambiente e causar nova infecção. Consulte o veterinário de seu bichinho para avaliar a melhor alternativa no caso dele!

Além disso, fique atento à higienização dos locais em que o cão habita ou frequenta. “É muito importante que os ambientes onde o animal vive e se alimenta estejam sempre limpos. Outra recomendação é vacinar seu companheiro anualmente para que ele fique sempre protegido”, diz Fabiana.

Contaminação em humanos – Estudos científicos revelam que uma em cada cinco crianças brasileiras em fase pré-escolar (de 2 a 6 anos) apresentam infecção por giardíase. Em creches, a frequência da doença chega a atingir mais da metade das crianças, devido ao uso de água não fervida e não filtrada. Aliás, a giardíase é a principal infecção intestinal detectada nestes estabelecimentos. A lavagem das mãos apenas com água também é um fator de risco para a infecção. Vale lembrar que os cistos de Giardia e de outros parasitas podem ser encontrados em águas de esgoto, tanto tratado como não tratado.

Sem comentários

Deixe uma resposta