Confira 12 dicas para cuidar do seu cachorro no inverno

0
Cachorro e o frio

Com a baixa temperatura em todo o Estado de São Paulo, os bichinhos de estimação podem ficar vulneráveis a doenças típicas do inverno. Pensando no bem-estar deles, a Secretaria Estadual de Agricultura preparou algumas dicas com cuidados importantes.

Segundo o pesquisador José Evandro de Moraes do Instituto de Zootecnia (IZ) da Pasta, “animal saudável, bem alimentado e com manejo adequado consegue manter melhor a temperatura interna e passar por esta fase do ano sem problemas”.Confira as dicas que recebemos aqui na Redação 😉 

1.        Tanto os cães, quanto os gatos, precisam de um abrigo seguro para proteção contra vento, chuva e frio.

2.        No banho: usar água em temperatura morna e secar corretamente. Para evitar choque térmico, aguarde cerca de 40 minutos antes de seguir para um ambiente externo.

3.        Evitar horários noturnos para passear com seu animal neste período.

4.        Roupas para cães são muito comuns, porém devem ser confortáveis e limpas.

5.        O uso de roupinhas é necessário principalmente para animais tosados ou de pelo curto. O acessório não deve atrapalhar os movimentos dos bichos.

6.        Evitar utilizar roupas em animais de pelo comprido, pois causam os nós e consequente desconforto.

7.        O uso de roupas é mais indicado para caminhadas.

8.        No caso de animais mantidos na área externa, melhor protegê-los com bons abrigos.

9.        Gatos apreciam janelas, local com muitas correntes de ar, por isso é importante que estes locais tenham espaço e temperaturas adequados e, se necessário, que estejam fechados.

10.        Dias frios promovem aumento no consumo de alimentos, chegando até 30% a mais do que animais saudáveis comeriam em dias de temperaturas mais elevadas. No entanto, é indicado reduzir a oferta de petiscos ou de alimentos, isso porque o animal se torna menos ativo.

11.        O Estado de São Paulo apresenta inverno seco, com umidade relativa média inferior a 30%. Em geral, os animais precisam de 50% a 70% para garantir–lhes boa saúde. Por isso, melhore a umidade dos ambientes e nunca deixe os animais sem acesso à água limpa e fresca.

12.        Cães e gatos, quando estão doentes, apresentam sintomas parecidos com os dos humanos como irritação nos olhos, dificuldade para respirar, e quadros de desidratação. Observe.

*Por Larissa Vidal

Sem comentários

Deixe uma resposta