Um casamento pra lá de especial

8

A querida Maika Minatti, mamãe humana do pug Al Pacino, fala um pouco sobre sua relação com o peludinho e conta como foi importante realizar a cerimônia de casamento com a presença dele. Divirta-se e inspire-se bastante com o depoimento dela!

Al Pacino e Maika
Al Pacino e Maika

“Costumo dizer que não sei como seria minha vida sem o Al Pacino. Não tenho ideia de como seria abrir a porta do meu apartamento e não ver aquela cara enrugada sorrindo pra mim ou aqueles roncos deliciosos que ele dá de alegria quando me vê!

Estudei a raça por 6 meses antes de me decidir a comprá-lo e sem dúvida o que me fez optar por ter um pug foi o seu temperamento. 100% dos donos afirmam piamente que existe um ser humano dentro desses gordinhos, e eu creio muito nisso!

É uma raça bastante peculiar, com necessidades especiais. Precisa de uma ótima ração, de veterinários bons, higiene semanal nas dobrinhas que ficam acima do focinho, poucos banhos por causa da pelagem e muito cuidado com os olhos proeminentes que se machucam com facilidade e com o excesso de calor. Além disso, Pugs e solidão não combinam! Aliás, eles adoecem, desenvolvem vários problemas comportamentais e de saúde, se automutilam e ficam depressivos se não há companhia por perto.

5. Al PacinoQuando finalmente decidi e consegui o aval do meu marido para comprar o meu tão sonhado pug, pesquisei pela  internet os principais canis de pugs do Brasil e vi que eles se concentravam na região sul do país. O primeiro canil com o qual entrei em contato foi o S. José D’ouro, conhecidíssimo pelo excelente plantel de pugs, mas infelizmente a dona, por motivos de saúde, havia terminado a criação, e me indicou um canil de sua confiança para o qual, inclusive, tinha cedido um dos seus padreadores.  Assim cheguei no canil Perola’s Pugs, da minha querida amiga e hoje comadre Perla Fraga.

Al Pacino tinha exatos 2 dias quando falei pela primeira com a Perla e, a partir daquele dia, foram longos 120 dias para ele chegar aos meus braços. Como ele veio do RS, as companhias aéreas só embarcavam cães com no mínimo 4 meses e todas as vacinas tomadas. Quando ele chegou tudo se transformou, e eu sou um ser humano muito melhor desde então.

Al Pacino não foi diferente da maioria dos filhotes a não ser por ver televisão (já o filmei por 3:43s ininterruptos assistindo O Encantador de Cães no Animal Planet, é seu programa favorito, aliás uma das poucas coisas que o fazem “desligar” as baterias rs), fora isso é arteiro, bagunceiro, foi um filhote destruidor de móveis, de havaianas, correspondências e afins. Hoje, aos 2 anos,  já está um pouco mais comportado, menos com as correspondências..(risos)

Uma característica inerente à raça é a de literalmente ser sombra dos donos. Sombra no sentido literal da palavra! Não existe a possibilidade de eu estar em um cômodo do meu apartamento sem que ele não esteja ao meu lado!

Al Pacino na piscina
Al Pacino em sua piscina

Filho de 4 patas – Costumo dizer que a única diferença pra mim que faz com que o Al Pacino não seja meu filho de sangue, é o fato de não ter saído da minha barriga. Fora isso ele tem tudo o que um filho humano meu teria. A melhor comida, o melhor veterinário, os melhores petiscos, brinquedos, vermífugo, antipulgas, etc. Fazemos todos os programas possíveis nos quais podemos incluí-lo. É uma pena que a maioria dos lugares não aceite animais de estimação!

Mas tem gente bacana e amigos que adoram a companhia dele, e que sabem do nosso amor e fazem questão que o levemos conosco. Inclusive recebemos um convite pra um casamento chique de uns amigos que nos intimaram a levá-lo para a cerimônia. Lógico que ele, de gravata borboleta, foi o centro das atenções!

A cerimônia – Sobre o meu casamento, bem, não é difícil imaginar que depois de tanta paixão por esse serzinho, eu não poderia sequer pensar em deixá-lo de fora! Eu e meu marido já estamos há 4 anos juntos e no início desse ano começamos a pensar em nos casarmos no civil. O segundo pensamento (para mim) foi relacionado à roupa do Al Pacino! (risos)

Al Pacino sorridente e elegante para a cerimônia
Al Pacino sorridente e elegante para a cerimônia

 

Tenho uma amiga dona de um atelier de pets em Ponta Grossa no Paraná, entrei em contato com ela, mandei as medidas do gordo e ela me mandou o fraque risca de giz! Isso foi em maio e o casamento seria só em novembro! 😀  Em contrapartida, a minha roupa foi comprada dois dias antes da cerimônia! (risos)

Meu marido estava um pouco incrédulo quanto ao fato de eu realmente levá-lo ao fórum, até o momento que me viu vestindo-o com seu fraquezinho! Quando chegamos lá, deixei-o com uma amiga do lado de fora e fui pedir ao juiz que o deixasse entrar e disse: “Doutor, eu sou uma das noivas que vai casar daqui a pouco e gostaria de lhe fazer um grande pedido”. Ele me olhou intrigado e não disse nada. Continuei: “Meu filho está lá fora e gostaria que o senhor autorizasse a sua entrada”.

Toda a família na cerimônia
Toda a família na cerimônia

Aí ele fez uma cara de espanto. Mostrei uma foto que havia tirado no meu celular do danadinho todo arrumado e o juiz abriu um sorriso e disse: “Pode trazê-lo”.  Nem nos meus melhores sonhos eu imaginei que seria tão fácil! No fim das contas, o tal juiz ainda pediu pra tirar uma foto com ele! Ele causou comoção no fórum, todos queriam tirar fotos, muitos flashes, todos querendo carregá-lo. Uma moça veio lá do quinto andar onde já tinha chegado a história de que tinha um cachorro de fraque com a noiva e pediu pra tirar foto com ele. Enfim, nunca na história daquele fórum uma noiva havia levado seu pet para um casamento. Bem, posso dizer que sou apaixonada por ele e por tudo o que é relativo a essa raça! Já fiz até duas tatuagens em homenagem!”

 

E a foto com o juiz - que ficará na história
E a foto com o juiz – que ficará na história

Observação Leve Seu Cachorro: *A gente amou a historia da Maika e do Al Pacino e agradecemos imensamente por ela se dispor a compartilhá-la conosco. Que sirva de inspiração a muitas famílias que amam os peludinhos também!

8 COMENTÁRIOS

  1. Adoooorei a matéria! Os anos passam, e minha amiga não muda em nada. É essa mulher menina alegre, generosa e cheia de amor. E esse gordinho é o máximo!!!

  2. Chorei de emoção vendo a minha irmã contando essa história que é tão real e tão linda. Só eu sei o quão esse menor infrator é importante na vida dela. Titia ta de longe com saudades. Beijos #inspire#se

  3. Reportagem impecável… adoramos! Temos uma pequena pug também, Tulipa de 1 ano e 4 meses, que me beija enquanto digito estas breves palavras… belíssimo casamento! Felicidades à esta bela família! E Al Pacino? kkkkkkkk… além de ser lindo possui nome do ator mais completo que existe (em minha humilde opinião)… figurinha!

    • Vinicius, mais uma vez te agradeço pelas palavras carinhosas. Que bom que temos a sorte de termos esses anjos em nossas vidas. Nós é que somos os humanos de estimação deles…bj grande!

  4. Que linda história, acompanho os posts da Maika no face e acho lindo seu relacionamento com o Al Pacino. Sou mãe de uma pet e sei o quanto tudo que informou é bem verdade…..

  5. Já dizia meu avós: “…Com um cão na casa, a família já está completa.”
    Adorei a matéria. Parabéns Maika que sua casa seja sempre de realizações, afinal… nós sabemos o quanto eles são importantes para nós. Nós é que moramos com eles rs.

    Obs: As fotos do casamento ficaram lindíssimas.
    Beijo Grande, Felicidades e Sucesso sempre.

  6. Olaa, amei sua historia e gostaria de saber os contatos dessa sua amiga do ateliê, tenho um pug tb que se chama Barão e ele temmm que está presente no meu casamento que está em Abril.
    Bjs, aguardo retorno.

Deixe uma resposta