Alergia em cachorro: como lidar

0

Animais de estimação também estão propensos a desenvolver algum tipo de alergia ao longo da vida – seja por fatores alimentícios e/ou ambientais. As reações alérgicas podem ocorrer por diversos motivos, como também podem atingir todas as raças de cachorro e em qualquer idade. De acordo com o médico veterinário da Equilíbrio e Gerente Técnico Nacional da Total Alimentos, Marcello Machado, entre as alergias mais comuns em cães estão as alimentares, as que ocorrem através de picadas de pulgas e alérgenos inalantes, entre outros.

“É importante saber diferenciar a alergia de uma intoxicação alimentar, considerando que a intoxicação tem como sintomas o vômito, diarreia e a perda da vontade de comer. Já a alergia provoca coceira, arranhões, perda de pelos, problemas gastrointestinais e a dificuldade respiratória”, explica Marcello Machado.

A alergia alimentar é uma reação do sistema imunológico do cão ao entrar em contato com uma substância que seu corpo rejeita. “Ela pode ser hereditária, como também propensa a raças específicas, como ocorre com o Lhasa Apso, Buldogue Inglês e Francês, Golden Retriever, Pastor Alemão, Yorkshire, Poodle e Boxer”, diz Machado. Por isso, é sempre importante procurar um médico veterinário ao notar que o cachorro tem apresentado tais sintomas para que ele possa ser examinado e, então, descobrir as causas e aplicar o melhor tratamento para o animal.

O que desencadeia alergia em cachorro? – O que pode desencadear a alergia em cachorro é a presença de alguns aditivos, corantes, grãos e proteínas que podem ter consequências alérgicas quando em contato com o organismo do cão. A recomendação para controlar a alergia é realizar a troca da ração atual para uma específica, que não contenha o componente alérgico, ou uma dieta hipoalergênica.

A Equilíbrio tem a Equilíbrio Veterinary Hypoallergenic, que combina componentes que tendem a combater os ativos antigênicos através da proteína vegetal hidrolisada, que é uma fonte proteica hipoalergênica, uma vez que apresenta baixo peso molecular. Também tem a Equilíbrio Cães Sensíveis, que contém em sua composição a proteína hidrolisada de soja, que diminui a probabilidade de reação alérgica e aumenta a digestibilidade do alimento.

Se você estiver em dúvida, converse com o veterinário do peludo para entender quais mudanças devem ser feitas na alimentação. Em alguns casos, a alimentação natural também pode ajudar.

Sem comentários

Deixe uma resposta